casaprado

Buscar

Produtos encontrados: 22 Resultado da Pesquisa por: em 11 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 22 Resultado da Pesquisa por: em 11 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

CAMISETAS: DE ROUPA DE BAIXO A VESTUÁRIO PRINCIPAL, UMA LONGA HISTÓRIA

Não há quem discorde do fato da camiseta ser a peça de vestuário mais popular e utilizada em todo o mundo. Seja pelo seu conforto e praticidade, seja pelo seu estilo e possibilidades, as camisetas se tornaram parte fundamental do guarda-roupa de homens e mulheres há algumas décadas, sem sinal algum de que um dia irá cair em desuso ou sair de moda.

Ainda assim, se pensarmos na história da moda, as camisetas são relativamente novas enquanto peça de vestuário, especialmente como peça principal, e não como um tipo de roupa de baixo. Ela foi criada há cerca de 100 anos por meio de um longo processo que daria origem à peça. Ainda assim, mesmo depois de sua invenção, ela demoraria mais algumas décadas para ganhar o status e relevância que possui hoje mundo afora.

Quer conhecer um pouco mais sobre a história das camisetas? Então continue a leitura aqui, na Casa Prado!

 

A ORIGEM DAS CAMISETAS: AS “UNION SUITS”

Como a maioria das peças de vestuário, a camiseta também passou por evoluções e possui um “ancestral”. Criadas no século 19 e chamadas de Union Suits, o “pai” das camisetas atuais era um tipo de roupa de baixo que se estendia por todo o corpo e era fechada por botões. Ela era perfeita para proteger os operários do frio típico do Hemisfério Norte, mas incomodava bastante durante o verão. A solução foi cortá-la ao meio, dando origem a duas roupas: a parte de baixo, no estilo ceroula, e a de cima que mais se parecia com uma camisa.

Por se tratar de uma roupa “íntima”, por assim dizer, as pessoas desejavam vestir algo realmente confortável. Foi assim que o algodão passou a ser utilizado como tecido para essas peças, e os botões foram substituídos por uma gola (ou colarinho) elástico que possibilitava vesti-las de maneira mais prática.

Tudo isso aconteceu ainda no século 19, mas não se sabe exatamente quando. A partir dessas primeiras transformações, essa peça já passava a ter uma aparência bastante similar a das atuais camisetas masculinas e femininas, mas ainda era considerada como uma “roupa de baixo” e ninguém ousava usá-la sem algo por cima, como uma camisa, em público.

 

AS PRIMEIRAS CAMISETAS

O ponto de virada na história das camisetas chegou junto com o século 20. Em 1904, uma fábrica de confecção de roupas norte-americana lançou um modelo de camiseta que ela chamou de “camisas interiores de solteiro”. O nome era para dar a ideia de que essa peça seria mais durável e mais fácil de ser cuidada por homens solteiros, já que não tinham esposas para cuidar da casa.

A ideia repercutiu e chamou a atenção da Marinha dos Estados Unidos, que adotou a nova peça de roupa ao uniforme de seus marinheiros. Seu uso se difundiu de vez entre a Marinha e o Exército dos Estados Unidos durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) e, quando a guerra acabou, muitos soldados voltaram para suas casas e incorporaram a camiseta no seu dia a dia.

Na Segunda Guerra Mundial (1939-1945), a camiseta - que neste momento já havia recebido o nome de t-shirt, já era usada por outras parcelas da população norte-americana, como os atletas, os fazendeiros, operários e os universitários. A praticidade e o conforto da camiseta ideal para muitas funções, mas levaria mais algum tempo para que ela ganhasse o seu lugar ao sol e se tornasse uma vestimenta “da moda”

 

A POPULARIZAÇÃO DAS CAMISETAS

A popularização das camisetas iria ocorrer apenas na década seguinte. Nos anos 1950, as camisetas se tornaram símbolo de juventude, rebeldia e liberdade, muito em parte por Hollywood. Marlon Brando, no filme, Um Bonde Chamado Desejo, usava t-shirt branca como vestimenta principal. 

A partir de então, as camisetas se tornaram peças de uso cotidiano, e não mais uma roupa de trabalhador ou estudante. Ao longo das próximas décadas, elas ganhariam cada vez mais adesão entre homens e mulheres, sendo, atualmente, o vestuário mais utilizado ao redor do mundo.

Whatsapp