casaprado

Buscar

Produtos encontrados: 4 Resultado da Pesquisa por: em 9 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 4 Resultado da Pesquisa por: em 9 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

TERNO: UMA PEÇA CLÁSSICA NO GUARDA-ROUPA MASCULINO

Que homem nunca admirou, ao menos uma vez na vida, um terno? Seja em um filme no cinema, em em um clipe musical ou mesmo na vida cotidiana, o fato é que esta peça tão clássica do guarda-roupa masculino possui um grande status e apreço pela grande maioria dos homens.

E se a admiração pelo terno é grande, as dúvidas sobre ele também são. Coisas do tipo, “de onde surgiu o terno?”, ou, então, “será que usar terno ainda está na moda?”. Se você também deseja conhecer mais sobre esse assunto, continue a leitura aqui, na Casa Prado, e aproveite para conferir nossos ternos e blazers, produzidos com toda a excelência e tradição da marca!

 

TERNO OU COSTUME?

Hoje em dia é normal que utilizemos o nome “terno” para definirmos o conjunto do paletó e calça do mesmo tecido, acompanhado da camisa de botão. No entanto, originalmente, terno tem um significado um pouco diferente.

Terno faz menção a um trio composto por, além do paletó e calça, colete, também do mesmo tecido. O nome significa, justamente, três peças. A palavra correta para o conjunto que mais utilizamos atualmente, sem o colete, é, na verdade, costume.

Mas o fato é que essa informação é mais uma curiosidade histórica do que qualquer outra coisa. Com toda a certeza, ao procurar por um terno em uma loja ou mesmo na internet, você encontrará o que procura sem problemas.

 

A ORIGEM DO TERNO

A origem do terno é bastante antiga e envolve muita história. Para encurtarmos a coisa toda, eis aqui um resumo com os pontos essenciais.

O “avô” do terno surgiu em meados do século 17, entre a nobreza dos reinos europeus. Era um conjunto de roupas ainda muito extravagante, composto por várias peças, cores e tecidos diferentes. Com o passar de séculos, ele foi sendo refinado cada vez mais, até que, no final do século 19, em plena Era Vitoriana, ele assumiu o design que conhecemos hoje.

É claro que o terno, seja o paletó, o colete ou a calça, passaram por outras mudanças e possuem inúmeras variações (você verá mais adiante sobre alguns tipos de ternos). No entanto, o conceito se mantém praticamente igual há mais de 100 anos!

 

TIPOS DE TERNO

Como já mencionado, existe uma série de variações no que se refere aos tipos de terno. Há, ainda, muitas formas de diferenciá-los, como pelo corte, pela lapela, tecido, entre outros. Aqui, vamos mencionar os principais aspectos acerca dessas diferenças.

 

Corte

A divisão clássica entre os tipos de terno contam com modelos que se diferenciam pela nacionalidade de origem do vestuário.

O terno inglês é um dos mais famosos. Entre as características do terno de corte inglês estão ter um corte levemente ajustado ao corpo, ombros mais estreitos, linhas de costura mais discretas e, normalmente, com duas fendas de abertura na parte de trás. Além disso, é muito comum que ele seja confeccionado em tecidos mais pesados, como o tweed, o algodão e lã, dado o clima bastante frio da Inglaterra.

O terno italiano, por sua vez, é reconhecido por ser moderno e elegante. O terno de corte italiano é ainda mais justo no corpo, como um terno slim, geralmente possui o paletó mais curto, bolsos no estilo flap, costura mais aparente e tecido mais leve, como a poliviscose.

O terno americano ficou bastante popular nos anos 1980 e é facilmente reconhecido. Isso porque ele é o estilo mais largo entre os ternos masculinos, sendo bastante folgado e escondendo as silhuetas do corpo. Foi no terno de corte americano que os paletós de 3 botões se popularizam. Atualmente, ele é considerado o menos elegante entre as opções, mas o modelo vem se adaptando às tendências atuais gradualmente.

Whatsapp