casaprado

Buscar

Produtos encontrados: 1 Resultado da Pesquisa por: em 6 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 1 Resultado da Pesquisa por: em 6 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

BLAZER: DA FORMALIDADE AO CASUAL, UMA PEÇA ESSENCIAL

 

O que te vem à mente quando você pensa em um blazer? Elegância? Formalidade? Casualidade? Bom, a resposta pode ser diferente para cada pessoa, mas o fato é que o blazer é uma peça capaz de unir todas essas possibilidades mencionadas para criar visuais bastante versáteis e variados. Pois é, foi-se o tempo em que essa peça de vestuário era visto com extrema formalidade. Agora, ela se tornou flexível e capaz de se adaptar a diversos estilos e ocasiões do dia a dia.

Hoje vamos falar sobre a história do Blazer, de como ele se tornou moda e, especialmente, sobre como você pode fazer dele um grande protagonista do seu estilo. 

 

BLAZER OU PALETÓ?

Antes de falarmos de moda ou história, é importante solucionarmos uma questão: existe diferença entre blazer e paletó? Bom, a resposta é que, tecnicamente falando, não existe. Blazer é um dos nomes pelo qual o paletó é chamado na língua inglesa, e que se popularizou no idioma português. 

No entanto, a indústria da moda costuma diferenciar os dois para fins comerciais. Paletó passou a ser o termo utilizado exclusivamente quando essa peça é vendida junto com a calça, ou seja, formam um costume. Também recebe o nome de paletó quando é vendido em conjunto com, além da calça, o colete, formando, assim, um terno.

O blazer então passou a nomear os paletós que são vendidos individualmente, sem calça ou colete. Geralmente eles possuem um corte mais casual, com cores e tecidos diferentes, que possibilitam ao homem utilizá-lo com calças de outros tecidos, ou até mesmo bermudas.

 

A ORIGEM DO BLAZER (OU PALETÓ)

As primeiras peças de roupa que dariam origem ao terno e, consequentemente, ao paletó foram criadas durante o século 17 para atender às casas reais europeias. No entanto, ainda estavam longe do design de um blazer atual: eram peças muito mais rebuscadas e cheias de adornos.

 Entre o final do século 19 e o início do século 20, ao fim da Era Vitoriana, a moda passou por grandes transformações e o código de vestimenta se tornou mais sóbrio. Os paletós de cauda longa e as desconfortáveis calças culotte deram lugar ao atual terno como conhecemos hoje: paletó, calça e colete, acompanhados de camisa e, uma camiseta por baixo.

Ao longo de todo século 20, o paletó passaria por diversas transformações que culminariam no atual blazer. Especialmente a partir de sua segunda metade, no qual o blazer passou a ser utilizado com calças jeans e de cores contrastantes.

 

ESCOLHENDO O BLAZER CERTO

Antes de ostentar por aí seu visual elegante, é importante se atentar a alguns detalhes ao comprar o seu blazer. O primeiro deles é o caimento. Ainda que seja moda usá-lo bem ajustado, ele não pode estar apertado. Para saber a diferença, basta abotoa-lo e ver se ele não limita os seus movimentos. O blazer slim é ainda mais ajustado ao corpo.

Outra dica importante é observar a costura dos ombros. Elas não podem “sobrar” ou “faltar”, ou seja, devem estar alinhadas ao seu próprio ombro. A manga, por sua vez, não deve esconder as mãos.

 

CRIANDO VISUAIS COM O SEU BLAZER

Comprado o blazer, chegou aquele momento tão esperado de sair por aí com elegância. As possibilidades com essa peça de roupa são muitas e, além de suas preferências,a ocasião também é importante para definir a sua utilização.

O blazer básico é bastante versátil para todas as ocasiões. Um blazer azul marinho ou um blazer preto dá conta de quase todas as situações possíveis. E dado a sua sobriedade, eles podem ser combinados com camisas listradas, xadrez e até mesmo estampadas. Agora, se você prefere um blazer colorido ou cheio de detalhes, então terá que se atentar com o “diálogo” entre ele e as demais peças.

Além da clássica combinação blazer-camisa, você também pode, em ocasiões mais informais, utilizar o blazer com uma camiseta. Em dias de temperaturas amenas, o blazer vai muito bem com um suéter ou mesmo um cardigan, que dá a impressão de ser um colete.

Whatsapp